Dúvidas? Utilize nosso canais de atendimento 31 3327 5763 31 9 9586 1119

Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido

Nesse mês de novembro, a Clínica Santa Amélia vai participar da Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido.

Criada em 2009 pela Associação de Pesquisa Interdisciplinar e Divulgação do Zumbido (Apidiz), a iniciativa tem o intuito conscientizar a população sobre os zumbidos no ouvido, um problema que vem aumentando nos últimos tempos e atingindo uma faixa etária cada vez menor.  

Neste artigo, entenda a importância do diagnóstico precoce, descubra diferentes tipos de problemas auditivos, bem como seus devidos tratamentos, e obtenha dicas de cuidados com a audição.

 

Afinal, o que é zumbido?

Chamado de tinido ou acufeno, o zumbido é um sintoma que atinge cerca de 30 milhões de brasileiros.

Trata-se da percepção de um som nos ouvidos ou na cabeça sem que tenha sido gerado por uma fonte sonora externa.

Sua percepção é diferente em cada pessoa que sofre com essa condição, podendo ter um impacto significativo sobre atividades diárias.

Suas causas mais comuns são:

  • Problemas no sistema auditivo
  • Alterações no metabolismo
  • Alterações hormonais e cardiovasculares
  • Doenças neurológicas e psiquiátricas
  • Problemas odontológicos
  • Reação a medicação
  • Ruídos de impacto repentino
  • Alterações musculares da região de cabeça e pescoço

 

O tratamento do zumbido

Não existe um único tratamento para o zumbido. Como as causas podem ser muitas, pode ser necessário o acompanhamento multidisciplinar, envolvendo especialistas em Otorrinolaringologia, Fonoaudiologia, Psicologia, Fisioterapia e Ortodontia, por exemplo..

Em alguns casos, se faz necessário o uso de aparelhos auditivos. Porém, é comum que o paciente encontre alívio com algumas soluções alternativas, como exercícios de relaxamento, dieta saudável, uma boa rotina de sono.

 

Prevenção do zumbido

Todo excesso de ruído pode contribuir para a perda auditiva progressiva. Além do tempo de exposição ao barulho, a intensidade dos sons a que estamos expostos também interfere.

Para evitar isso, é importante tomar cuidado com alguns hábitos que podem ser prejudiciais à audição:

 

  • Evite dormir com a televisão ligada. É durante o sono que sua audição descansa, então quanto menos barulho, melhor.
  • Não use fones de ouvido com um volume muito alto durante muito tempo.
  • Não faça exercícios físicos com som muito alto. Quando nos exercitamos, o sangue dos ouvidos é desviado para outras partes do corpo, tornando as células ciliadas mais vulneráveis ao barulho.
  • Não hesite em usar um protetor auricular toda vez que sentir-se incomodado com barulhos ao redor.

 

De maneira geral, manter um estilo de vida saudável também pode proteger contra o zumbido. Fuja do cigarro, do excesso de bebidas alcoólicas, não se esqueça de comer bem e fazer de atividade física.

Qualquer dúvida que tiver quanto à qualidade de sua audição, conte com nosso serviço de fonoaudiologia na Clínica Santa Amélia. A Dra. Nathalia Costa está a disposição para que você não perca nenhum momento especial da sua vida devido ao estresse que o zumbido pode causar. Conte conosco e agende sua consulta!